Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Ultimas Atualizações
VÍDEOS  (05-10-2017)
LÍNGUA E LINGUAGEM  (10-09-2017)
CONTATOS  (28-06-2017)
ADJETIVO  (28-06-2017)
Vote
Qual o conteúdo de seu interesse?
Notícias
Jogos
Mensagens
Ver Resultados

Rating: 2.4/5 (935 votos)




ONLINE
1




Partilhe este Site...








SUBSTANTIVO
SUBSTANTIVO

Substantivo é a palavra variável que usamos para nomear os seres em geral. O substantivo apresenta: classificação e flexão de gênero, número e grau.

Quanto à classificação pode ser:

Concretos:

São aqueles que não há relação de dependência, isto é, tem vida própria.
Exemplo: Deus, Homem, menino, lobisomem, fada, fantasma, etc.

Abstratos:

Substantivos abstratos são seres que apresentam relação de dependência, isto é, se manifestam por meio de outros seres. Geralmente indicam estados, qualidades, sentimentos e ações.

Observações: A definição de substantivos abstratos é mais uma questão filosófica do que gramatical.
Exemplo: vida (estado), beleza (qualidade), felicidade (sentimento), esforço (ação).

Simples:

Quando formados por um só radical.

Exemplo: Flor, tempo, chuva, etc.

Compostos:

Quando possuem mais de um radical.
Exemplo: Couve-flor, passatempo, guarda-chuva, etc.

Primitivos:

Quando não derivam de outra palavra da língua portuguesa.
Exemplo: Pedra, ferro, porta, etc.

Derivados:

Quando derivam de outra palavra da língua portuguesa.
Exemplo: Pedreira, pedreiro, ferreiro, portaria, etc.

Comuns:

Quando se referem a seres da mesma espécie, isto é, comum a toda espécie.
Exemplo: País, cidade, pessoa, etc.

Próprios:

Quando se referem a seres, pessoas, entidades determinados. São escritos sempre com inicial maiúscula.
Exemplo: Brasil, Santos, João, Deus…

Coletivos:

Quando se referem a um conjunto de seres da mesma espécie.
Exemplo:álbum (fotografias, selos), biblioteca (livros), código (leis)…

Flexionam-se em gênero para indicar o sexo dos seres vivos. (quanto aos seres inanimados, isto é, seres sem vida, a classificação é convencional).

Masculino:

Quando podem ser precedidos dos artigos o ou os.

Feminino:

Quando podem ser precedidos dos artigos a ou as.

Existem ainda substantivos que são uniformes em gênero:

Epicenos:

Substantivos epicenos são aqueles que para se distinguir o gênero acrescentamos a palavra (macho para o masculino) e (fêmea para o feminino).
Exemplo: o jacaré macho, o jacaré fêmea. A cobra macho, a cobra fêmea, etc.

Sobrecomuns:

Quando um só gênero se refere a homem ou mulher.
Exemplo: a criança, a vítima, o cadáver, etc.

Observações: são usados tanato para o masculino como para o feminino.

Comuns de dois gêneros:

Quando uma só forma existe para se referir a indivíduos dos dois sexos.
Exemplo: o artista, a artista, o dentista, a dentista, etc.

Observações: flexionam-se quanto ao número.

Singular:

Quando se refere a um único ser ou grupo de seres.
Exemplo: homem, povo, flor, etc.

Plural:

Quando se refere a mais de um ser ou grupo de seres.
Exemplo: homens, povos, flores, etc.

Existem ainda substantivos que só se empregam no plural.
férias, pêsames, núpcias, etc.

Observações: flexionam-se em grau e para dar significado pejorativo, afetivo, etc.

Normal: gente, povo, etc.
Aumentativo: gentalha, povão (com sentido pejorativo).
Diminutivo: gentinha, povinho (com sentido pejorativo).

topo